quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

6 Meses sem ela....


Olha eu e ela... Lindas!!!
Mais um dia 17...17 de Dezembro...6 meses sem mainha... Não dá para acreditar e , ao mesmo tempo tenho que acreditar. Esta é a realidade. Eu sei que ela não volta mais.
Há alguns dias foi ao consultório do médico que descobriu o câncer dela - Dr. Corintho Viana- por quem ela era super grata, por quem nós somos gratas.
Ele descobriu a doença e nos tratou com tanta atenção, carinho, zelo - COMPREENSÃO!
Pena não ter sido ele o oncologista, mas ele a acompanhou sempre que podia, sempre nos escutava... Minha mãe ganhou um peixinho no início do tratamento ( essa história sempre me emociona) e eu disse: Mãe, temos que batizá-lo com um nome e qual será?
Resposta dela - Corintho - o nome do meu querido médico!
Fui lá agradecê-lo depois de tantos meses sem coragem de vê-lo sabia o que iria acontecer: chorei do início ao fim da nossa conversa.
Lebro dele ir visitar a minha mãe no hospital e ela me ligar e dizer: " sabe quem esteve aqui?" ( toda serelepe...)
Eu ja sabia ... Porém perguntei e a resposta foi imediata: " O MEU QUERIDO E LINDO MÉDICO"... Owww meu Deus... como agradeço ao dr. Corintho por tudo que fez.
Ele disse pra mim: " quando vi o resultado dos exames, vi que o relógio da vida de D. Nadja estava correndo e ela precisava atrasar o relógio.Ela teve muita fibra".
Esta frase me matou! O relógio da vida dela estava passando rápido... EU saba que estava, eu estudei o diagnóstico,mas eu cria que poderia ser diferente!
Bem, hoje, 6 meses se passaram e a dor é a mesma, a saudade é a mesma, a úncia diferença é que eu percebi que não enlouqueci! Eu não enlouqueci!!!!
Convivo com a saudade. Estou enfrentando problemas que jamais fosse enfrentar e tudo isso sem a presença dela aqui. Mas ela está nas minhas orações, no meu coração, no meu dia todo! Ela simplesmente está presente todos os minutos. A vida segue, mas segue diferente... Será o primeiro natal- a data que ela mais ama... e estaremso sem ela... Difícil, duro, pesado, ruim, triste, doloroso,choroso...SAUDADE MÃE!!!!
Mas eu aprendi muito com tudo isso! Aprendi que não se deve temer a morte, pois a vida é complicada demais. Aprendi a não me apegar aos mínimos detalhes, porque o que importa é fazer o melhor que podemos e sermos o melhor que podemos ser.
EU APRENDI A PERDOAR... A DOR É MAIOR QUE A MÁGOA!
EU APRENDI A ENFRENTAR PROBLEMAS, POIS EU ACHAVA QUE IRIA MORRER E NÃO MORRI!
EU GANHEI DE DEUS AMIGOS INCRÍVEIS! PESSOAS ESPECIAIS! ANJOS PROTETORES!
EU NÃO DEVO TEMER A MORTE, PORQUE DEUS SABE O QUE É O MELHOR E CERTAMENTE MAINHA TÁ MELHOR DO QUE AQUI! EU APRENDI A VER A VIDA COMO ELA É, SEM ACHAR O MUNDO COR DE ROSA, PORÉM NEM TUDO É NEGRO... É APENAS COMO DEVE SER.
SE ESTOU SOFRENDO MUITO, POUCO OU NA MEDIDA CERTA- ESTOU PASSANDO PELO QUE TENHO PASSAR E PEDIR A DEUS QUE ME AJUDE, SEMPRE!

A MINHA MÃE LUTOU BRAVAMENTE, COMO MUITAS LUTADORAS! SE ELA SE FOI, TENHO QUE CRER E CRER E CRER QUE FOI MELHOR ASSIM... Se ainda não consigo aceitar, penso firme que este dia vai chegar e tenho que me resignar.

O Câncer tem cura! Não é atestado de óbito e parabenizo todos aqueles que fazem o que mainha fez: Lutam, lutam e lutam!!!
A ela eu mais uma vez digo que amo muito, imenso, infinito!
Mãe você é o meu maior orgulho, amor sem tamanho, saudade eterna!
A Sua ausnêcia deixou minha vida mais triste, mas a certeza do seu brilho lá no céu me conforta... Te amo muitooo! VC É E PARA SEMPRE SERÁ O MAIOR EXEMPLO DE VIDA E DE LUTA E DE RESIGNAÇÃO QUE EU TIVE!
Saudade!!! ETERNA!!!

Um comentário:

  1. Querida posso imaginar o vazio que sua mainha deixou no seu coração, na sua alma, no seu dia-a-dia.
    A cada dia mais eu agradeço por este cãncer ter vindo em minha direção do que fosse em uma de minhas filhas... não sei passar essa dor mas, lendo seu desabafo eu acredito que a gente aprende tb a suportar a dor.
    Esta época do ano sempre vem acompanhada de uma lembrança para aqueles que se foram.
    Minha flor espero que Deus que é um cara do bem, esteja sempre pertinho de vc para te consolar, te dar um pouquinho de colo.
    @braços @pertados

    ResponderExcluir